07 setembro, 2006

Fragmentos de mim


Encontrei o outro lado. E logo o mais frágil. Acho melhor não lhe tocar muito, não vá partir-se.
"Aparentas sempre boa-disposição e todos pensam que por isso és impermeável a tudo. Atingem esse teu escudo e chegam a tocar-te." (disse-me o Tó Mané, ainda em Londres)
Percebi o que quis dizer. Tarde, mas percebi. E eu que pensava que era (e parecia) forte, ultimamente dou comigo a emocionar-me numa coisa tão simples como um abraço. Bem... faz parte. Descobri que isto também faz parte.

5 comentários:

  1. faz parte sim.. faz parte da vida.


    um beijinho*

    ResponderEliminar
  2. E disse-te muito bem.
    O teu escudo é bem mais frágil do que aquilo que tu tentas transparecer e eu cá acho que se deixasses esse escudo em casa de vez em quando ias sentir as coisas de uma outra forma
    Um beijinho da amiga

    ResponderEliminar
  3. ser forte só é bom ás vezes, é como tudo.
    um beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Se eu te conheço algo bem ... é essa carapaça forte e dura que nem a bater muito esconde a cabeçinha ... é muito bom ser assim. Por vezes.
    E muito bom não o ser, outras.
    Tu sabes bem como ser. E não te mudava um bocadinho que fosse :)
    * beijinho

    'joaninha

    ResponderEliminar